Diário de bordo

Capitol Reef: o tesouro escondido

Utah tem sido um dos estados mais legais dessa viagem. São muitas belezas naturais que nos fazem ficar de boca aberta. E Utah é a casa do Capitol Reef, um parque nacional que estava nos nossos planos por ser diferente de tudo que já vimos.

Capitol Reef National Park, Utah

O Capitol Reef é um parque nacional que fica no centro-sul do estado de Utah e tem cerca de 97km de extensão. Ele faz parte do Mighty 5, um conjunto de 5 parques nacionais do estado completamente diferentes e únicos: Canyonlands, Arches, Capitol Reef, Zion e Bryce. São parques que oferecem atividades ao ar livre e paisagens maravilhosas. 

Capitol Reef National Park fica ao longo do Rio Fremont, que é um rio de 95 milhas de extensão que sai de Johnson Valley Reservoir e segue pelo sudeste do estado. 

O parque é considerado um tesouro escondido. Ele é repleto de penhascos, cânions, domos e pontes. As formações são super coloridos e os tons alaranjados chamam muito a atenção. Além disso, existem alguns arcos escondidos que valem uma exploração mais completa do Capitol Reef.

Algumas dicas para quem vai visitar o parque:

1. Para entrar no parque, é necessário pagar:
– Pedestres e bicicletas: 7$ (válido por 7 dias).
– Veículos não comerciais e motors: 10$ (válido por 7 dias).
– Passe anual: $20 e pode ser usado individualmente ou por veículo não comercial por 1 ano.
– Passe anual dos Parques Nacionais dos EUA: 80$ e pode ser usado por 1 ano em todos os parques nacionais americanos. Já falamos sobre ele no começo da nossa viagem. Vale a pena adquirir esse passe caso você esteja em uma road trip ou queira fazer um tour pelos parques.

2. Na chegada, o Centro de Visitantes é parada obrigatória. Ali é possível pegar mapas, consultar os programas oferecidos pelo parque. É no Centro de Visitantes que você pode se reabastecer com água e tirar todas as suas dúvidas. É sempre bom passar por um ponto assim antes de começar a desbravar um parque.

3. O capitol Reef possui um programa de visita para crianças e é gratuito. Informe-se sobre o Ranger Júnior.

4. Pegue um mapa. É muito fácil de perder no Capitol Reef. Apesar do parque ser pequeno, as paisagens com todas as pedras e arcos laranjas confundem quem não está acostumado e muitas vezes o celular não tem sinal ali dentro, dependendo do ponto.

5. Informe-se sobre todas as trilhas disponíveis. São várias opções para todos os tipos de fôlego e preparo físico. Todas elas são facilmente destacadas no mapa do parque,

6. Caso você não queira fazer as trilhas disponíveis ali, é possível andar pelo parque de carro. Os estacionamentos estão em todos os pontos de parada e é super seguro.

7. Pense bem nas roupas de vai usar. Ali é um deserto. No verão é muito quente, então cuidado com insolações. Abuse de roupas com proteção, bonés, bloqueadores solares, óculos de sol e um tênis muito confortável. Já no inferno, o frio é cortante. Coloque tênis ou botas de caminhada com antiderrapantes, roupas térmicas, camadas que possam ser retiradas e abrigos que protegem contra o vento.

8. Existem hotéis para hospedagem que ficam perto de Capitol Reef. Caso você não esteja em um motorhome ou apenas queira uma quarto pra ficar, é possível. Os valores são acessíveis e isso ajuda a visitar o parque por mais dias (ele merece!).

As atrações de Capitol Reef

As atrações de Capitol Reef já começam na estrada. Antes mesmo de entrar no parque, a Byway Scenic 12 já é um show a parte. Reserve um tempo só pra ela. Além disso, já anote na sua agenda tudo o que você pode ver lá:

– Chimney Road: uma trilha maravilhosa que fica antes mesmo de chegar no Centro de Visitantes.
– Fruita: uma área histórica muito legal da época da chegada dos mórmons à região.
– Historic Gilford House: uma fazenda histórica do início dos anos 1900. Fica em Fruita. Eles oferecem produtos típicos das fazendas americanas. É uma delícia.
– Scenic Drive: a estrada mais linda que já vimos na vida. Tem apenas 8 milhas e no final possui uma parada com banheiros.
– Capitol Gorge: uma trilha que atravessa um cânion por dentro.
– Fruita Schoolhouse: uma escola feita de madeira de 1896. Funcionou até 1941.
– Petrogrifos: indígenas que viveram ali entre os anos 300 e 1300 deixaram suas marcas e desenhos sobre seus hábitos marcados nos paredões de Capitol Reef.

MUITO MAIS DICAS NO YOUTUBE

GOSTOU DESSA DICA? ENTÃO VISITE NOSSO CANAL DO YOUTUBE. TEMOS MUITOS VÍDEOS INCRÍVEIS DA NOSSA ROAD TRIP PELOS ESTADOS UNIDOS. SE QUISER, CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER NO CANAL OU CLIQUE AQUI PARA A PLAYLIST DOS VIDEOS. E aqui está nosso vídeo em Capitol Reef:

Deixe um comentário