Diário de bordo

O que fazer em Jackson Hole e Jenny Lake, no Wyoming

No nosso caminho para o Grand Teton National Park, fizemos algumas descobertas incríveis. Por exemplo, Jackson Hole e Jenny Lake (que sim, fica dentro do Grand Teton, mas ainda não chegamos lá).

Jackson Hole, Wyoming

Nossa primeira parada quase chegando no Parque Nacional de Grand Teton: Jackson Hole. Bom, Jackson Hole é um vale que fica entra a cordilheira de Teton e a cordilheira de Gros Ventre, no noroeste de Wyoming, na cidade de Jackson. O lugar deve o seu nome a David Edward Jackson, um caçador de castores do início do século XIX. Essa área era usada para a caça pelos índios americanos e só foi habitado em permanência a partir da década de 1870. É conhecido por ser o lugar ideal para práticas de esqui e pesca com mosca, além da vida selvagem abundante e paisagem exuberante.

Um fato super interessante é que a descrição de Jackson Hole foi feita no diário de John Colter, um membro da expedição de Lewis e Clark. As suas notas sobre o vale, a cordilheira Teton e a região do Parque Nacional de Yellowstone foram recebidas pelos populares da época com grande ceticismo.

O Grand Teton National Park também ocupa o vale onde fica o lago Jackson. A cidade de Jackson fica localizada na saída sul do vale. O rio Snake alimenta o vale com as águas de um dos seus afluentes, o rio Gros Ventre, antes de entrar no Parque Nacional de Yellowstone.

Em 1985, o vale foi usado como cenário do filme Rocky 4, quando o personagem fictício Rocky supostamente se treinava na Sibéria, e em 2012 usado como cenário para Django Livre, do diretor Quentin Tarantino.

Apesar de ser um destino muito procurado no inverno, por conta das montanhas nevadas e pistas e estações de esqui – é uma das principais dos EUA -, Jackson Hole oferece atrações o ano inteiro. E são muitas. Pontos turísticos, festivais, restaurantes, feiras, eventos e muito mais. Verifique o que cada época do ano oferece, porque o seu roteiro deve ser baseado nisso.

Para saber mais sobre Jackson Hole, clique aqui.

O que fazer em Jackson Hole?

1. Parque Nacional Grand Teton
Esse parque terá um Diário de Bordo especial para ele na próxima semana. Mas para resumir, o Grand Teton ocupa uma área de mais de 310.000 acres e é uma das mais belas áreas montanhosas do mundo. Os turistas que chegam a Jackson Hole pela primeira vez ficam boquiabertos com os picos recortados da imponente Cordilheira Teton do parque (Grand Teton é o pico mais alto, com mais de 13.770 pés).

Os amantes da natureza e fotógrafos estão no paraíso nesse parque, que tem mais de 320 quilômetros de trilhas para caminhadas e vistas deslumbrantes, que vão de densas florestas de pinheiros e campos de flores silvestres coloridas a lagos cintilantes, além do famoso e sinuoso Snake River. Entre a diversidade da flora e da fauna estão mais de 900 espécies de plantas com flores, 300 espécies de pássaros e 60 espécies de mamíferos, incluindo alces, ursos negros e ursos pardos.

2. Jackson Hole Mountain Resort
Frequentemente eleito o resort de esqui número um na América do Norte, o Jackson Hole Mountain Resort é lendário. O resort tem a reputação de ser o berço do esqui extremo, no entanto, os esquiadores iniciantes e intermediários também encontrarão muitos ótimos terrenos para praticar o esporte. 

No inverno, esquiadores e praticantes de snowboard podem percorrer mais de 2.500 acres de trilhas de esqui em duas montanhas, e esquiadores experientes podem mergulhar no arrepiante Corbet’s Couloir, uma rampa íngreme e estreita com queda de 3 a 6 metros (dependendo das condições de neve).

Mas a diversão não para quando a neve derrete. No verão, você pode andar no bondinho (o lift) a 10.450 pés para ver paisagens incríveis e muitas trilhas alpinas. Você pode também embarcar na gôndola de alta velocidade e desfrutar de uma refeição com vista panorâmica de todo o vale.

Outras coisas divertidas para fazer no verão incluem mountain bike, caminhadas, golfe frisbee e um curso de cordas voltado para escaladores de todos os níveis.

Teton Village, na base das montanhas de esqui, oferece várias comodidades, incluindo lojas que vendem equipamentos e roupas para atividades ao ar livre, restaurantes e hotéis. A série de concertos gratuitos de verão que acontecem lá é um sucesso entre os moradores e turistas.

3. Jackson Town Square
Cowboys e viajantes do mundo todo se sentem em casa na moderna cidade de Jackson, no Velho Oeste. Situada no extremo sul do vale, a uma altitude de 2.237 pés, a cidade é um ponto de partida popular para visitar as maravilhas geotérmicas do Parque Nacional de Yellowstone (fica a apenas uma hora de carro) e a região selvagem de montanhas do Grand Teton National Park.

Um ótimo lugar para começar um passeio turístico pelas atrações populares de Jackson é a Praça da Cidade. Aqui fica o famoso arco de chifres de alce

Da praça, você também pode curtir um passeio a cavalo ou em uma carruagem, bem no estilo Velho Oeste.É muito gostoso passear pelos calçadões repletos de boutiques, galerias de arte e restaurante.

Se você prefere visitar o lugar no verão, não perca os eventos no estilo do Velho Oeste do Jackson Hole Shootout na praça da cidade, realizadas de segunda a sábado do Memorial Day ao Dia do Trabalho.

Também nas proximidades, o Museu e Sociedade Histórica de Jackson Hole é um ótimo lugar para visitar para saber mais sobre a história da região.

4. Montanha Snow King
A cinco minutos de carro da praça da cidade em Jackson, Snow King Mountain é a pista de corrida da FIS (Federação Internacional de Esqui) mais íngreme do continente americano. Esta bela montanha coberta por pinheiros aparece acima das ruas de Jackson, na parte sul da cidade, e seu cume fica a 2.808 pés.

Fundada em 1938, a montanha foi a primeira estação de esqui do vale. Hoje, ela oferece uma experiência acessível de esqui ou snowboard para aqueles que não se importam com o terreno relativamente limitado. No inverno, os esquiadores e snowboarders podem andar por 400 hectares de trilhas, servidos por três elevadores. Um dos elevadores dá acesso a cinco trilhas para iniciantes e seis trilhas intermediárias, complementando o terreno íngreme e geralmente gelado. Esqui noturno também é oferecido, e as crianças vão adorar o curso de tubos na base.

Não é um esquiador ou snowboarder? Sem problemas. Pule a bordo da Cowboy Coaster, uma montanha-russa emocionante de quase 1km de comprimento, que fica aberta o ano todo – mesmo no inverno.

No verão, a montanha oferece passeios a cavalo e o único escorregador alpino do vale, enquanto as trilhas íngremes para caminhadas e mountain bike dão mais emoção à viagem. Na base do Snow King, as paredes de escalada e o parquinho infantil fazem sucesso com os pequenos nos meses mais quentes.

Um destaque no Snow King é a vista deslumbrante do cume (alguns dizem que é a melhor do vale) de Jackson, o Elk Refuge e os Tetons cobertos de neve à distância. A caminhada até o cume é uma das principais trilhas de Jackson Hole.

5. O Snake River: o mais famoso dos rios
Uma maneira bem legal de explorar a natureza selvagem de Jackson Hole de uma perspectiva diferente é um passeio de rafting no Snake River. Esse famoso rio desliza pelo vale desde o Parque Nacional de Yellowstone.

Vários outfitters oferecem dois estilos diferentes de passeio: um relaxante e cênico de flutuação pelo Grand Teton National Park e outro cheio de adrenalina em corredeiras de Classe III. Ambos oferecem a oportunidade de admirar paisagens deslumbrantes, incluindo desfiladeiros de calcário íngremes, picos escarpados da Cordilheira de Teton e densas florestas de pinheiros.

Ao longo do caminho, você pode avistar alguns dos muitos animais selvagens locais, como veados, águias, águias-pescadoras, alces, marmotas e castores.

O Snake River também é um dos principais destinos de pesca com mosca do Wyoming. Se você está procurando coisas para fazer em abril e maio em Jackson Hole, é uma das melhores épocas do ano para pescar. Passeios de barco de pesca com mosca guiados podem ser organizados na temporada.

6. Laurance S. Rockefeller Preserve
Parte do Parque Nacional de Grand Teton, mas administrado pela Fundação Rockefeller, o Laurance Rockefeller Preserve oferece uma experiência imersiva na natureza. Em 2001, Laurance S. Rockefeller seguiu os passos de seu pai, John D. Rockefeller, e doou 1.106 acres de fazendas particulares para o Serviço de Parques Nacionais. Hoje, é uma das jóias do parque. Se você só puder fazer uma visita rápida ao parque, faça.

Algumas das melhores trilhas para caminhadas do Grand Teton National Park partem daqui, mas sua primeira parada deve ser o excelente centro de visitantes. Premiado com a Certificação Platinum Leed, o prédio despretensioso fica em um prado sereno de artemísia e abriga uma série de experiências sensoriais. A luz do sol penetra pelas grandes janelas, poesia adorna as paredes, grandes telas exibem imagens das estações do parque e uma paisagem sonora com gravações oferece um espaço tranquilo para meditação.

Depois de explorar o centro de visitantes, saia para uma caminhada. Dos 26 quilômetros de trilhas aqui, o Phelps Lake Trail Loop é um dos mais populares. No entanto, certifique-se de trazer spray para ursos – os caminhantes freqüentemente avistam ursos-negros nesta trilha.

Dica Travel and Fun: o estacionamento fica lotado super rápido, então é melhor programar sua visita para o início do dia.

7. Jackson Hole Rodeo
Uma viagem à cidade de Jackson, no oeste selvagem, não estaria completa sem ver o famoso Jackson Hole Rodeo. Corridas de barris, cavalgadas em touro e cavalgadas sem sela e são apenas algumas das atividades empolgantes da programação aqui, e até mesmo as crianças locais participam.

O rodeio é realizado duas vezes por semana durante o verão, com apresentações extras durante os horários de pico dos visitantes. Outro evento popular realizado no Rodeo Grounds, geralmente em julho, é a Feira do Condado de Teton, que tem muitos jogos divertidos, animais de fazenda e passeios vertiginosos.

Endereço: 447 West Snow King Avenue, Jackson, Wyoming
Site oficial: http://jhrodeo.com

8. National Museum of Wildlife Art
Com vista para o Elk Refuge, vale a pena visitar o Museu Nacional de Arte da Vida Selvagem tanto para admirar o design ambientalmente correto do edifício quanto para o que está por dentro dele. Composto por pedra natural, a construção combina perfeitamente com uma encosta rochosa e as exposições de arte começam antes mesmo de você entrar no prédio, na trilha das esculturas, com esculturas de vida selvagem em tamanho real.

No interior, a excelente coleção de arte da vida selvagem do museu vai de 2500 aC até os dias atuais, com foco na pintura e escultura europeia e americana. As mais de 5.000 obras de arte abrangem uma variedade de gêneros, do Romantismo ao Realismo e da litografia à fotografia. Exposições temporárias impressionantes complementam a coleção permanente.

Depois de contemplar toda a arte da vida selvagem, os visitantes podem admirar a fauna real no Elk Refuge, através da área de observação do museu. O lugar também abriga um excelente restaurante, o Palate.

Endereço: 2820 Rungius Road, 6825, Jackson, Wyoming
Site oficial: www.wildlifeart.org

9. National Elk Refuge
Famoso por ser a maior concentração de alces invernantes do mundo, o National Elk Refuge é o lar de rebanhos de mais de 5.000 animais.

No inverno, trenós puxados por cavalos levam os visitantes através da paisagem de neve para ver de perto esses animais, além dos guias acompanhantes contarem toda a história do refúgio. Os passeios de trenó partem do Jackson Hole e Greater Yellowstone Visitor Center, que apresenta excelentes exposições sobre a história do refúgio e da vida selvagem local. PAra os casais, passeios de trenó privados podem ser reservados e são uma das coisas mais românticas para se fazer em Jackson Hole.

O National Elk Refuge também é o lar de um rebanho de bisões, que conta com mais de 500 animais. Por ali, você também pode avistar coiotes, carneiros selvagens e cisnes trompetistas.

De maio a setembro, dá pra visitar o histórico Miller Ranch para ouvir histórias fascinantes sobre os proprietários originais do vale e a rica história da região.

Endereço: 675 East Broadway, Jackson, Wyoming
Site oficial: https://www.fws.gov/refuge/national_elk_refuge/

10. Chuck Wagon Rides & Wild West Shows
Para uma dose divertida da cultura cowboy do velho oeste, faça um passeio de charrete coberto, seguido de um churrasco ao pôr do sol no deserto. Após o jantar, você pode ouvir contos fantásticos, cantos e ver apresentações locais.

Vários outfitters na área oferecem pacote de tours e passeios: Bar T Five Covered Wagon Cookout & Wild West Show leva os visitantes ao belo Cache Creek Canyon para um autêntico jantar em forno holandês, enquanto o Bar J Chuckwagon também inclui uma visita a uma vila de estilo ocidental.

O Teton Wagon Train and Horse Adventure oferece passeios de quatro dias a cavalo ou em carroça coberta. O cenário é excepcional e os animais selvagens sempre aparecem por lá.

Os passeios de charrete geralmente acontecem do Memorial Day a setembro e são um grande sucesso entre as famílias.

11. Centro de Artes
Para uma cidade tão pequena, Jackson é grande em cultura. O Center for the Arts é um local moderno e intimista para uma programação impressionante de eventos. O centro compreende o Pavilhão de Artes e Educação, bem como o Pavilhão de Artes Cênicas Jean Louise e Mike Thieme com um teatro de 500 lugares, centro de música e espaço de ensaio.

Entre os muitos eventos realizados no centro estão balé, ópera, apresentações de música internacional, filmes, apresentações de dança e o excelente Jackson Hole Wildlife Film Festival, realizado a cada dois anos.

Os fãs de música clássica também vão adorar o Grand Teton Music Festival, no verão, em Teton Village, enquanto aqueles que gostam mais de teatro musical irão apreciar o maravilhoso show de Natal no Jackson Hole Playhouse de estilo ocidental.

Endereço: 240 South Glenwood Street, Jackson
Site oficial: www.jhcenterforthearts.org

12. Viagem de um dia ao Parque Nacional de Yellowstone
Outro lugar que terá um post todinho para ele, o parque fica a cerca de 91 km de Jackson. Yellowstone é o parque nacional mais antigo do mundo e uma das áreas selvagens mais incríveis do país.

O parque é conhecido por suas características geotérmicas e possui a maior concentração de gêiseres ativos do mundo – Old Faithful é o mais famoso. Em contraste com essas paisagens, estão extensos vales verdes, cachoeiras altas e cânions de paredes vermelhas, rios e grandes lagos.

A vida selvagem é abundante. Entre a deslumbrante diversidade de espécies nesses ecossistemas primitivos estão ursos pardos, lobos cinzentos, bisões, ursos negros e alces, bem como graciosos cisnes trompetistas e águias americanas. A melhor maneira de explorar o parque é por meio das muitas trilhas para caminhadas. No entanto, os visitantes também podem dirigir pelo panorâmico Grand Loop, uma estrada de 142km que serpenteia pelo parque.

Além das atrações geotérmicas, os destaques do parque incluem o Lago Yellowstone, o Vale Hayden, o Grand Canyon e as quedas superiores e inferiores do rio Yellowstone.

Os turistas se aglomeram aqui nos meses de verão, mas o parque está aberto o ano todo e oferece algo diferente em cada estação, desde as árvores e flores que brotam na primavera até as cores intensas do outono e safáris de snowmobile no inverno.

Jenny Lake, Grand Teton, Wyoming

Depois de Jackson Hole, fomos dormir em Jenny Lake, já no Grand Teton National Park. Jenny Lake é um dos destaques de uma visita ao Grand Teton National Park. O lago foi formado há aproximadamente 12.000 anos pelas geleiras que empurravam detritos rochosos que esculpiram o Cascade Canyon durante o último máximo glacial, formando uma morena terminal que agora ataca o lago. As margens verdejantes de Jenny Lake e quase três quilômetros quadrados de água cristalina da montanha o tornam um destino popular para caminhantes e velejadores de todos os níveis.

Jenny Lake é uma das áreas mais visitadas do parque. Alocado na base da cordilheira Teton, o lago é uma peça central do parque. Da costa leste, quem passa por lá tem a vista da Montanha Teewinot, do Monte St. John e do Cascade Canyon. Da costa oeste, os visitantes podem olhar para trás, através do lago, em direção ao vale de Jackson Hole.

Várias trilhas populares que partem de Jenny Lake. Dá pra dar uma volta no lago, visitar Hidden Falls e Inspiration Point ou até mesmo o incrível Cascade Canyon. Trilhas mais longas, como Lake Solitude ou Hurricane Pass, podem ser acessadas a partir do lago.

Os visitantes têm muitas opções para explorar o a área: caminhar em uma trilha, fazer um passeio de barco, passear à beira do lago ou parar no centro de visitantes. Estacione em Jenny Lake para acessar toda a região. O estacionamento é limitado. No verão, o estacionamento fica cheio e pode ser necessário estacionar ao longo da estrada.

O que fazer em Jenny Lake?

1. Visite o Jenny Lake Visitor Center
O Jenny Lake Visitor Center faz sua casa dentro do histórico Harrison Crandall Studio. O edifício original foi construído na década de 1920 e as recentes renovações foram concluídas em 2019.

Pare para conversar com um guarda florestal, visite a loja da Grand Teton Association ou aprenda sobre a história da arte na conservação e o National Park Service.

2. Explore a Discovery Trail
Siga a Discovery Trail até Jenny Lake. Ao longo do caminho, pare para explorar painéis interpretativos que destacam a vida selvagem da área, a história e a criação do lugar. Faça um passeio para ver a margem do lago ou use o caminho para acessar o cais para barcos e as trilhas da área.

A Discovery Trail é uma trilha pavimentada de 0,35 m / 0,56 km com acesso para cadeira de rodas ao Lago Jenny.

3. Ursos e Animais Selvagens
Você sabe o que fazer ao encontrar um animal selvagem? Jenny Lake é o lar de ursos pretos e pardos, alces, veados e outros animais de grande porte. Os ursos são freqüentemente vistos em trilhas e em áreas desenvolvidas. Estar preparado para um encontro com animais pode ajudar a garantir a sua segurança e a da vida selvagem. Porém, fique sempre ligado no que você pode ver. Esses animais são lindos e bem provavelmente, esse é o único lugar que você pode vê-los tão livres por ai.

Dica de segurança: nunca se aproxime de um animal selvagem. Sempre mantenha uma distância de pelo menos 100m dos ursos e 25m de outros animais selvagens.

4. Passeio de barco em Jenny Lake
Pegue o Shuttle Boat (tipo de um barco transporte) pelo Lago Jenny ou passe o dia remando, trazendo seu próprio barco ou alugando uma canoa ou caiaque.

5. Acampe em Jenny Lake
Isso foi o que nós fizemos, achamos um lugar pra parar e pernoitamos no lago. Ficar lá pela noite é uma ótima maneira de mergulhar no cenário deslumbrante do lago. Existem muitas opções de camping. Desde a possibilidade de montar uma barraca até um lugar para parar seu motorhome, são mais de 1.000 lugares para estacionar.

MUITO MAIS DICAS NO YOUTUBE

GOSTOU DESSA DICA? ENTÃO VISITE NOSSO CANAL DO YOUTUBE. TEMOS MUITOS VÍDEOS INCRÍVEIS DA NOSSA ROAD TRIP PELOS ESTADOS UNIDOS. SE QUISER, CLIQUE AQUI PARA SE INSCREVER NO CANAL OU CLIQUE AQUI PARA A PLAYLIST DOS VIDEOS. E aqui está o episódio da nossa passagem por Jackson Hole e Jenny Lake:

Deixe um comentário